Portfolio > Expedição das Borboletas

A realização de expedições e o interesse em colher informações sobre recursos naturais e populações indígenas permeiam a ocupação do "novo mundo". No Brasil, a chegada da Família Real portuguesa abriu caminho para a realização de expedições estrangeiras, apoiadas pelo Estado.

Em 26 de janeiro de 1859, uma comissão formada por alguns dos naturalistas e intelectuais mais renomados da época embarcou no vapor Tocantins rumo ao Ceará, em uma expedição que pretendia explorar as riquezas de algumas das províncias menos conhecidas do Brasil.
A passagem da Comissão Científica pela província foi marcada por tensões e conflitos. A imprensa da época apelidou o empreendimento de "Comissão das Borboletas", alcunha que se espalhou pelos quatro cantos e que dá conta de uma desilusão com os resultados esperados pela primeira expedição científica coletiva de naturalistas brasileiros.

Uma outra expedição foi organizada em Novembro de 2019 à Biblioteca da Casa do Ceará, em Brasilia. Aqui, 12 artistas e pesquisadores da UNB percorreram o espaço da Biblioteca com o mesmo objetivo: Procurar tesouros. Escolher um livro, entre as centenas de títulos da biblioteca, abrí-lo e ler um trecho em voz alta.

Nessa aventura, nossos exploradores ingressam sem mapa, mergulho no vazio de possibilidades que se abrem, vivificando o espaço congelado da história. Aqui o objetivo era realmente a procura das borboletas.
Expeditions and the interest in gathering information about natural resources and indigenous populations permeate the occupation of the "new world". In Brazil, the arrival of the Portuguese Royal Family paved the way for the realization of foreign expeditions, supported by the State.

On January 26, 1859, a commission formed by some of the most renowned naturalists and intellectuals of the time embarked on the Tocantins steamboat towards Ceará, on an expedition that intended to explore the wealth of some of Brazil's lesser-known provinces.

The Scientific Committee's visit to the province was marked by tensions and conflicts. The press of the time dubbed the enterprise "Commission of the Butterflies", a nickname that spread throughout the four corners and that shows a disillusionment with the results expected by the first collective scientific expedition of Brazilian naturalists.

Another expedition was organized in November 2019 to the Library of Casa do Ceará, in Brasília. Here, 12 artists and researchers from UNB toured the Library space with the same objective: to search for treasures. Choose a book from the hundreds of titles in the library, open it and read a passage aloud. In this adventure, our explorers enter without a map, plunging into the void of possibilities that open up, reviving the frozen space of history. Here the objective was really the search for butterflies.